Olha só!, é um blog olho no olho, quero dizer, palavra no ouvido, grito no espaço, segredo e colapso público. É pra conversar um pouco pois é conversando que a gente se entende. Um pouco. Em tempo: todas as fotografias são do mesmo autor dos textos.
sábado, 10 de março de 2018
NOSSAS NUDAS VESTES


não somos doentes
mas entes que se elaboram
muito mais entre
o presente e o passado
sem aparas para sermos sempre

 

somos dolentes
sensíveis
inacreditados várias vezes
revoltados condescendentes

 

que creem
no olho a olho
no corpo a corpo
na pele na pele

 

e nossa arma
é este amor
tamanho
que nunca de nós se despede


26.02.2018.

terça, 6 de março de 2018
MIRA

 

posso rimar

maçã com taça

faca com romã

utensílio com suicídio

flor de lis

com muitos afins


o amor é assim

simples

generoso, possessivo

depressivo, oneroso

fértil e fatal

licor de aniz

óleo de fígado de bacalhau


rimar o amor

é tentar trancafiar o diabo

dentro de um dicionário


firmar o amor

somente em rinhas sem aço

aveludados espinhos

para nossos inventários

 

06.03.2018.

sábado, 3 de março de 2018
LICENÇA PRÊMIO


sozinho

limpo

despido

nem a solidão está comigo

e não faz falta


água sim

ar puro

feijão com arroz

cachaça

papai e mamãe

tabaco

ossos do ofício


sozinho

límpido

desimpedido

mesmo o gato da casa

dorme em algum quarto

mudo e felino


a plenitude do nada

estreia já de férias

ganha muitas vidas

prenhe de sentidos

 

03.03.2018.

Páginas
<< Início  < Anterior 1 2 3 4 5 6 Próxima >  Última >>